Google+ Badge

domingo, 31 de janeiro de 2016

segunda-feira, 27 de julho de 2015

terça-feira, 30 de junho de 2015

"Desenrolo"

       Mês de julho daqui a pouquinho começa... e já está prometendo... 
     Entrou "no ar" a plataforma colaborativa da revista digital Desenrolo - A Revista de cultura e juventude da Baixada Fluminense - com ela a cultura da Baixada Fluminense ganha mais um canal, mais um veículo, mais um espaço. Fui convidado pela idealizadora, Aline Rochedo, a ser um dos colaboradores desse coletivo, que promete em pouco tempo, e esse é o objetivo, levar, através da internet, um pouco mais desse lugar, que ao mesmo tempo que sofre com o esquecimento do poder público, também busca suas alternativas independentes de cultura. Mas hoje, esse texto é para falar da revista, que é algo bom... Então deixemos de lado o que já sabemos, na prática,  que acontece de ruim. Vejamos então... Com a primeira publicação dessa revista e às vésperas de completar 7 anos de banda ROTA ESPIRAL, recebo este presente: a publicação de uma entrevista nossa (Rota Espiral family srsr)... A princípio, parece algo muito simples, mas em verdade vos digo que não é, pois só quem faz música autoral, sabe como é difícil produzir e levar ao público seu trabalho, pode até parecer bairrista ou regionalista o que vou dizer, tal como algumas pessoas chegam a pensar e falar... mas só quem faz música autoral independente e na BAIXADA FLUMINENSE, sabe como é muito, muito, muito mais difícil do que em outras regiões do Estado, quiçá do país. Então... seja muito bem vinda, DESENROLO,  que a gente desenrole sempre, não somente com nossos parceiros da BF, mas sim, com todos aqueles que queiram desenrolar conosco... seja de qual região for, dentro ou fora do País. E a todos que conhecem e acompanham o trabalho da banda Rota Espiral... que nasceu oficialmente numa reunião em 1º de julho de 2008, na casa do baixista Daniel Gazola e a todos que, de maneira geral, fazem parte dessa história... Parabéns!!! 
                                                https://www.facebook.com/bandarotaespiral
A palavra é legado!             https://www.facebook.com/bandarotaespiral
Renato Aranha.
PS: Quem quiser visitar a página da revista... é molinho...    http://desenrolo.net/
       Dá um confere lá na entrevista e em todas as seções...

segunda-feira, 17 de março de 2014

O Estado abre concurso para 3 mil , 4 mil vagas para PMERJ... aumenta o efetivo sem a menor condição de treinamento eficaz numa cidade que cresceu absurdamente. Que treinamento...? Nem o Cefap e nem os batalhões dão conta de tamanho contingente... Lembro-me de um ex-aluno que havia entrado para a corporação, dizendo que o parceiro no treinamento errou... "aí teve que copiar o hino nacional trinta vezes". A cidade, a pobreza, a criminalidade cresceram... não adianta tentar usar métodos criados no Brasil Império... não funciona mais... a prática é outra... a violência se transforma também... e as instituições estão engessadas... O Poder continua tratando a consequência sem tentar solucionar a causa do problema... porque a consequência dá ibope, porque "maquiar" uma metrópole caótica rende votos e perpetua a troca de favores entre todos os poderes: o dito "legal" e o "paralelo". Com isso, sofremos: eu e você. Sofrem os pobres, sofrem os nem tão pobres... e se regozijam os PODRES.
A pirâmide criminal começa lá em cima e mata centenas ou quiçá milhares de pessoas todos os dias, meses, anos... E nesse sentido, todos temos que tomar uma atitude: O povo por melhorias, e essas melhorias, não só nos serviços públicos oferecidos... mas em suas casas, em suas cabeças, em seus valores. A polícia precisa tomar uma atitude...se organizar e combater aquilo que há décadas vem desmoralizando a própria polícia: lideranças comprometidas, acordos escusos... que matam aquele que um dia sonhou em ser um bom policial... Os artistas precisam tomar também atitude... microfonarem  as questões mais sérias e urgentes de nosso povo e não incentivá-lo para a total ignorância com letras débeis e insipientes. Os políticos precisam... esses precisam... de uma enorme onda de suicídio coletivo de forma que eliminem-se de nosso planeta extirpando este câncer e estancando esta sangria no que pensamos ser uma democracia. Lamentável...para todos nós. Em algum momento, a culpa  é minha porque eu falhei, em algum momento a culpa é sua porque você falhou... é certo que as coisas estão como estão não é somente porque o político é corrupto, o policial despreparado, o professor ignorante. É certo que as coisas estão assim porque em algum momento todos nós falhamos: como pais, como profissionais, como artistas e o pior: como seres humanos. (Renato Aranha 17/03/2014)

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

O som da alma.

Hoje numa vontade de escrever aquela canção
Que não se sabe de onde vem,
Mas que traz nela a dor do coração...
E a voz daquele blues que me rasga a alma
E me dilacera nas vontades não realizadas...
São lâminas que me atingem os ouvidos...
Na melancolia da Amy e Joplin
Escuto a voz da canção que não ousei ter escrito
E do vazio em constante expansão nesse universo
De escolhas mal sucedidas  e de buscas em vão...
Assim me acho são,
Mas nem tão são assim,
E assim as palavras me vão...Mas sem tanto me ir assim...